Início

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

O álcool no tratamento com Roacutan

O fato de ter iniciado o tratamento com o Roacutan gera uma das dúvidas, ou talvez a maior dúvida em relação ao uso da Isotretinoína: a ingestão de álcool.

Tomando posse de alguns conceitos químicos e biológicos, faremos uma breve análise sobre a presença do álcool no tratamento.
Não vou me aprofundar no conceito químico do álcool, mas quem tem o Ensino Médio (antigo Segundo Grau) deve saber que o álcool é uma constate na vida do ser humano.
No seguimento industrial o álcool possui várias utilizações. É usado como combustível para automóveis, máquinas, bebidas e etc. O álcool também está inserido no uso doméstico e em reações metabólicas do corpo humano. Não irei entrar no mérito das classificações do álcool no campo da química orgânica. Vamos redirecionar a nossa análise para o tratamento com a Isotretinoína.
Uma das formas de utilização do álcool na área industrial é o uso no setor de bebidas. As bebidas alcoólicas fazem parte da cultura e do cotidiano da humanidade. Em certos momentos servem como ferramenta de inserção social ou ainda como alternativa para resolver e entender problemas.
Alguns estudos, ainda que tenham controvérsias, apontam para resultados distintos. Alguns afirmam que o álcool é maléfico, outros que é benéficos. O fato incontestável é que no tratamento com Isotretinoína faz-se necessário saber alguns pontos importantes em relação ao álcool. Todos somos sabedores de que o grande responsável pela sintetização do álcool em nosso organismo é o fígado. O fígado na realidade é o órgão responsável pelas reações químicas no nosso corpo e, como tal, é o motivo de nossa preocupação no uso da Isotretinoína.
Sabemos que o fígado faz um grande esforço para sintetizar as moléculas de álcool. O mesmo esforço é feito para sintetizar as outras substâncias e compostos químicos produzidos e/ou ingeridos por nós. Somente o fato de estarmos usando a Isotretinoína já causa uma sobrecarga de grande proporção no nosso fígado.
Os exames que temos a obrigação de realizar durante o tratamento serve também para monitorarmos o funcionamento do fígado. Algumas enzimas específicas podem configurar um quadro de normalidade ou alguma anomalia no funcionamento do fígado e/ou outros órgãos.
A água desempenha um papel importantíssimo nas reações metabólicas. No caso do álcool, ela é um fator decisivo na sintetização da substância. E com a isotretinoína não é diferente.
Misturar álcool com a isotretinoína pode ser um erro sem correção. O álcool é resultado de várias sínteses no corpo humano. Posso citar como exemplo o arroz. Mas isso não significa que o arroz deva ser cortado da dieta de quem usa isotretinoína, essas taxas de álcool são aceitáveis. Ingerir bebidas alcoólicas representa um grande risco que se combinado com outros fatores podem acarretar em inúmeros problemas. Logo, definitivamente, o álcool não deve ser uma opção durante o tratamento.



13 comentários:

butterfly disse...

até que enfim uma explicação plausível sobre o uso de álcool durante do tratmento.
ps:amei a idéia do blog

Anônimo disse...

Pseudo-intelectual, porém útil.

Sara disse...

Mas Quais efeitos maléficos pode causar .!?

Vinicius Zacarias disse...

minha tgp deu 75, será que vou ter que interrompoer o tratamento ? lembrando que o resto do exame esta normal

Anônimo disse...

Amigo, o fígado não possui a função de sintetizar substâncias, e sim o de metabolizá-las.

Anônimo disse...

Que Burro, o cara fala que se vai se fude se tu toma o remedio mais nao fala quais são os efeitos, VSF...

Amanda disse...

Santo Cristo, alguém te avisa que isso não tá bom não.

Anônimo disse...

quanto tempo depois do fim do tratamento já pode ingerir alcool?

Anônimo disse...

essa de que o fígado sintetiza muitas substâncias foi uma das coisas mais sensacionais que já vi por ai, mandou bem em campeão kkk sqn

Anônimo disse...

Para quem não conhece e fala o que não deve, segue abaixo, algumas das funções de síntese realizadas pelo Fígado:

1º metabolismo de proteínas: a síntese protéica é realizada predominantemente no fígado.Cerca de 50g/dia são produzidas: albumina ,fibrinogênio, transferrina ceruloplasmina, haptoglobina,lipoproteínas, alfa e beta-globulinas.

2° metabolismo das gorduras: degradação de ácidos graxos para compostos menores que podem ser utilizados na produção de energia; síntese de triglicérides ; síntese de outros lipídeos ,especialmente colesterol e fosfolipídeos,

3º síntese de fatores de sistema da hemostasia: fibrinogênio, protrombina, fatores V ,VII, IX e X, proteínas C e S e plasminogênio,

4º síntese de sais biliares: importante na síntese de colesterol.Também tem ação detergente na formação de micelas, agindo na absorção intestinal de gorduras,



Mine Ventura disse...

Ta qui pariu, to no quarto mês, já bebi duas vezes, no máximo 1 copo de vodka e to vivao, como assim?

Mine Ventura disse...

Ta qui pariu, to no quarto mês, já bebi duas vezes, no máximo 1 copo de vodka e to vivao, como assim?

Mine Ventura disse...

Ta qui pariu, to no quarto mês, já bebi duas vezes, no máximo 1 copo de vodka e to vivao, como assim?